• zuzfisiopilates

Esporte como oportunidade de superação pessoal

O Esporte sempre foi uma oportunidade para romper barreiras e superar desafios. Inicialmente motivados pelo lazer, sensação de bem-estar e autoestima, atletas treinam e competem sempre buscando excelência da perfomance e das habilidades específicas de cada modalidade. E não seria diferente para os atletas paralímpicos!


As Paralimpíadas tiveram seu "embrião" em 1948, com o primeiro evento esportivo exclusivo para pessoas com deficiência, ainda muito atrelado à reabilitação de pessoas com deficiências físicas. Seu início oficial como Paralimpíada foi em Roma, em 1960, com 400 atletas de 23 países em provas exclusivas para usuários de cadeira de rodas. Hoje são 4400 atletas de 131 países, disputando 22 modalidades esportivas nos Jogos Paralímpicos!


O Comitê Paralímpico Internacional e as Federações Internacionais de cada modalidade promovem a estruturação para competição nos jogos, garantindo que esses atletas de alto nível compitam em igualdade de condições. Adaptação para condições justas na competição não é "deixar fácil" nem significa necessariamente restringir a modalidade a um mesmo tipo de doença ou deficiência. Para isso, a Classificação Funcional agrupa atletas de acordo com o impacto funcional da deficiência no desempenho esportivo daquela modalidade.


As Paralimpíadas são um incentivo à inclusão, disseminação e acessibilidade do esporte e, assim como as Olimpíadas, inspiram a superação pessoal através do esporte.



Todo atleta enfrenta desafios diários nos treinos, a luta contra o relógio e/ou para a melhora da performance, precisa lidar com dores, busca de condições de treinamento, etc. Mas, apesar de conhecermos todos os benefícios do exercício físico para a saúde, quem é apaixonado pelo esporte sabe que a motivação está muito além disso. É sobre o desenvolvimento e crescimento pessoal envolvido em todo o processo, e reconhecer e celebrar as próprias conquistas do caminho!



Leia também!
Benefícios do Pilates para a pessoa com deficiência
Deficiência Física: como lidar?
Da exclusão à inclusão: onde estamos e por onde queremos ir?
Síndrome de Down e a Atividade física


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo