top of page
  • carolrodes

Ombro congelado?

A cápsula articular do ombro é uma estrutura que reveste toda a articulação que ajuda na função e na estabilidade do ombro. Ela é formada de tecido colágeno, sendo elástica e flexível para permitir todos os movimentos do ombro.


Geralmente sem um motivo aparente, ela pode inflamar e consequentemente perder sua capacidade elástica, causando dor e rigidez articular.


Em algumas ocasiões pode ser secundária à algumas lesões do ombro envolvendo traumas diretos ou histórico cirúrgico, ou até mesmo a condições metabólicas como a diabetes.

Ombro congelado é o nome popular dado a essa condição, denominada cientificamente como capsulite adesiva.

Tem início de maneira insidiosa e pode regredir sem nenhum tratamento após completar um ciclo de aproximadamente dois anos que se divide em três fases:

1. Fase inflamatória: é o momento em que a dor tem início com consequente perda de mobilidade e amplitude de movimentos

2. Fase de congelamento ou rigidez: quando a limitação chega no seu auge, trazendo até mesmo limitações para realização de atividades básicas diárias

3. Fase de descongelamento: quando, naturalmente, ocorre uma regressão do processo, o movimento se restabelece e a dor diminui por completo.



O tratamento da capsulite adesiva é feito primordialmente pela fisioterapia, que irá acompanhar cada estágio com o principal objetivo de acelerar o processo natural de recuperação e manter a funcionalidade do ombro durante o curso da doença.


São trabalhados exercícios de mobilidade, técnicas passivas analgésicas e de ganho de movimento, podem ser associados recursos eletrofísicos com o objetivo de reduzir a retração tecidual, e exercícios globais de ombro para que se favoreça a restauração de movimento.


Em caso de dores ou limitações de movimento no ombro, não hesite em contatar um fisioterapeuta para avaliação!




50 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page